browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Bio Construção de Casas na Ecovila

3: Projetos de Casas na Ecovila Ubuntu Canavieiras 2017

 

Projetos Bio construção na Ecovila Ubuntu Canavieiras 2017

Em parceria com a entidade Arca Daniel, Santuário e Escola da Natureza construiremos na área da EcoVila Ubuntu diversos tipos de casas ecológicas e outras – programadas estão as seguintes:

Plataformas residenciais

Estrutura de madeira, revestidas  com tecidos e lonas. Dentro da estrutura montaremos barracas. Estas são plataformas residenciais que construímos em qualquer lugar em que estejamos trabalhando. Mas também pode ser erguidas na Ecovila e são a opção mais barata. As plataformas são cobertas com  telhas e oferecem espaço para até 10 pessoas. Na generosa área inferior construiremos instalações sanitárias,  cozinha e lugar de estar. Aqui nos trópicos se vive mais ao ar livre e se precisa de um local coberto para abrigar do sol, chuva e vento. Fazemos isso com as lonas que podem ser fixadas em diferentes partes. Ao lado da estrutura ergueremos uma caixa de água e sobre o telhado vamos aquecer a água com o calor do sol. No andar superior, se necessário, também se pode instalar um WC com chuveiro.

Casa de barro – casa de taipa

 Esta casa tipo ecológica, construímos diretamente no chão e em locais  com pouco vento e muitos insetos. a uma altura de mais de 2 metros. Os primeiros modelos são construídos no chão à base de madeira, bambu e barro.

Ver vídeo da casa piloto: (https://youtu.be/mLbv950H_4c) A casa está prevista para aproximadamente 6 pessoas, com 3 quartos, uma sala de estar, cozinha e um banheiro anexo. A casa tem varandas em todos os lados. A conexão com a sala de estar é flexível. A construção interior inclui, além das paredes  leves feitas a partir de fibras naturais que podem opcionalmente ser cobertos com argila, armários, dispensa e sofás/assentos de barro.

A casa tem uma iluminação de baixa voltagem com LED e tem conexão de  110-220 volts na área de estar e uma na cozinha. Os quartos não são equipados com soquetes. Em volta da cama será montada uma estrutura para a fixação de redes contra mosquitos. Os detalhes da casa serão acertados de comum acordo com o  construtor e os envolvidos no projeto.  Móveis não são planejados e devem ser inseridos mais tarde de forma individual – por conta. Mas serão embutidos vidros coloridos nas paredes, bem como um mural feito à base de argila colorida.

Em anexo será erguida uma cozinha com aquecimento à lenha e uma serpentina integrada para esquentar água. Um forno para pães ou pizzas existirá no centro comunitário, mas pode ser construído opcionalmente em cada casa em formato menor. Para água quente será instalado sobre o telhado um aquecimento solar com canos pretos e um reservatório isolado de forma especial. A água quente servirá para banheiro e cozinha. Ao lado da casa será construído um depósito de água de 1000 litros a uma altura de três metros que abastece a casa e o jardim. O telhado é feito de tijolo e não terá forro para que ele seja bem ventilado. A água da chuva é coletada e fica no jardim disponível. Cada casa ganha uma área de aprox. 500m2 e inclui  várias instalações referente permacultura. Prevê-se também um galpão de armazenamento simples. Ao redor da casa será construído um muro para prevenir a invasão de animais. O período de construção prevista, com área interna, é aprox. 3 meses. Isto significa que a construção da estrutura de madeira e de bambu leva aprox. um mês. O revestimento das paredes e a construção interior levará aprox. um mês também.. No último mês serão feitas as instalações sanitárias, bem como o jardim.


Outros projetos

A ideia é que na EcoVila se façam experiências criativas. Construímos uma casa em estilo livre, na qual vamos utilizar diversos gêneros de construção. Trabalhamos com materiais como bambu, adobe, super adobe, COB, bem como madeira, vidro, pet, piasava, tecidos e outros.

COB – Bambus, Madeira ou Argila/Barro

Aqui construímos a estrutura de bambu e madeira e as entrelaçamos com uma mistura de argila e/ou barro e fibras naturais de grama, piasava, cocos e outras. O telhado é a base de telhas de piasava ou de gramado.

Casa de Adobe. Esses são tijolos de barro ou argila que foram secos mas não queimados. Após secos eles são melhorados com argila ou barro. Com esta técnica construímos paredes bem como casas.

Casa ã base de Super Adobe:

Terra, areia e fibras são colocados em longas mangueiras as quais são colocadas umas sobre as outras e são prensadas. Conhecidos são os domos feitos à base desse método. Construímos super adobe com telhas e para teste também um domo menor. A construção será rebocada com uma mistura de barro e fibras ou do modo convencional com cimento e barro.

Domo Geodésico:

A cúpula geodésica é uma estrutura arquitetônica usada em muitas culturas desde a antiguidade. A sua ampla funcionalidade deve-se a sua estabilidade e fixidez mecânica. A invenção das cúpulas geodésicas são estruturas atribuídas a Richard Buckminster. Estas cúpulas tem uma força e leveza extraordinárias. A estrutura compõe-se de hastes de materiais diversos e a cúpula pode ser feita em qualquer tamanho uma vez que o tamanho das varetas pode ser calculado de forma precisa.

 

Outras construções planejadas

Planejamos na EcoVila Ubuntu uma estrutura capaz de converter todas as sobras orgânicas e verdes em biogás. Também a água usada na cozinha e nos sanitários do centro comunitário será direcionada para esta estrutura. A mistura será enriquecida com os resíduos das aves, vacas e porcos. Assim, paralelo ao biogás, teremos um adubo biológico ou orgânico de alta qualidade. A construção será feita no chão e coberta com plásticos. O biogás será direcionados para uma etapa de limpeza / purificação e daí pode ser usado para geradores da cozinha ou para automóveis.

Energia Eólica

Usaremos a energia eólica para impulsionar nossas bombas de água e também para gerar energia elétrica.Vamos construir as hélices com material reciclado que se moverão com um sistema de bombas bem simples. Neste setor ainda estamos em fase de estudos e contamos com pessoas que possam nos ajudar a encontrar o proveito otimizado da energia eólica.

Energia hidráulica

Como vamos desenvolver alguns sistemas fluviais, também vamos checar a hipótese de usar a água como fonte de energia.

A Bio-Academia tem como responsabilidade se ocupar com tecnologias relacionadas a este setor e vai montar alguns projetos para fins de testes. Para tal ainda buscamos por pessoas que já possuem experiência na área ou que tenham vocação para trabalhos manuais do gênero.

O objetivo é impulsionar moinhos com a energia hidráulica e para levar a água a níveis mais altos, para de lá cair e ser enriquecida com oxigênio.

 

 

Outros projetos poderão ser testados de acordo com os participantes e os interesses. O objetivo é utilizar todas as formas de energia e também a energia livre com o mínimo de custos e materiais e sem prejudicar a natureza.